Ponto de Interesse

Igreja da Misericórdia

Álvaro, Oleiros

Localizada no centro da aldeia é considerada o seu ex-libris. Uma visita imprescindível.

Vestes cerimonias na sacristia.

Este templo, localizado no centro da aldeia, é o seu ex libris, quer pela sua história, quer pelo seu programa decorativo e pelas peças que encontramos no seu interior, quer pelo esmero com que é cuidado.

A Misericórdia de Álvaro foi fundada em 1597. A construção do templo deverá ter começado por essa altura. No no séc. XVII foi profundamente remodelado e no séc. XVIII sofreu sucessivas campanhas de restauro e a colocação do retábulo na capela-mor. Também do séc. XVIII (1797) é a capela lateral - Capela do Senhor dos Passos - que foi destinada ao mausoléu do Capitão José Rodrigues Freire que ali se encontra.

É um templo de planta longitudinal irregular, orientado a oeste. Portal tardo-renascentista em granito. Por cima, nicho com a imagem de Nossa Senhora (final do séc. XVI). Na fachada norte, alminha com quadro da Nossa Senhora das Dores. Na fachada sul duas inscrições antigas gravadas em pedras de xisto, descobertas na década de 1980, quando se preparavam as paredes da capela para alargar a rua.

O interior é de uma só nave, separado da capela-mor por um arco-cruzeiro de pedra, em arco perfeito. A primeira metade da nave é mais estreita e com pavimento em lajes de xisto. O tecto é em falsa abóbada de berço abatido, em madeira pintada, com travejamento. O púlpito, no lado do Evangelho, apresenta balaustrada torneada em madeira exótica. Os painéis da via sacra apresentados nas paredes, são do período filipino.

Capela-mor

Na capela-mor, o retábulo é em talha dourada em estilo nacional (início do séc. XIX) com tribuna central, pilastras e colunas espiraladas das quais arrancam arquivoltas torsas, com decoração vegetalista. Dentro da parte inferior do corpo do altar-mor, um excepcional conjunto escultórico em madeira polícroma representando Cristo morto com as Santas Mulheres e S. João Evangelista. Em cada uma das paredes laterais da capela, em dois nichos, inserem-se duas estátuas em pedra calcária, em tamanho natural, representando Nicodemos e José de Arimateia. São da autoria de Tomé Velho, discípulo de João de Ruão. O tecto da capela-mor é em caixotões pintados (do período filipino) cada um representando um santo, num total de 24 figuras.

Sacristia

A sacristia é um repositório de peças religiosas de vários tipos muito bem apresentadas, nomeadamente, vestes cerimoniais, alguns quadros de ex votos pintados a óleo (séc.s XVIII e XIX), um quadro com a figura de D. Maria I e outro com D. Diogo Inácio Pina Manique.

Está classificado como Imóvel de Interesse Concelhio.

Contactos e Informações

Localização:
Álvaro, Oleiros 
Lat.: 39° 58' 27.12" N
Long.: 7° 57' 56.052" W

O que outros já partilharam

0 comentários

Sugestões

Aqui perto

Páginas

Comer e Dormir

Páginas