História e Património

A dimensão humana de todas as coisas

Apesar de atravessada, aqui e ali, pela presença de distintas ordens militares e religiosas, de pontilhada por evidências de ocupações de povos longínquos e, até, da improvável resistência de gravuras pre-históricas, a história das Aldeias do Xisto é feita essencialmente do esforço de sobrevivência dos seus habitantes, e o seu património é essencialmente vernacular. Aqui tudo tem uma escala humana.

Os momentos ou acontecimentos de viva emoção são aqueles que mais perduram na nossa memória. Já os acontecimentos do nosso quotidiano sempre igual, apenas recortado pelo ciclo das estações do ano, tendem a desvanecer-se a pouco e pouco, nada deles sobrando ao fim de um determinado período de tempo. Os tratados históricos dão conta de guerras, revoluções, acontecimentos relevantes para a História da Humanidade, mas na sua grande maioria, pouco se interessam pelo ronceiro e diário viver das comunidades.
in Sabores da Aldeia - Carta Gastronómica das Aldeia do Xisto

Quer isto dizer que aquilo que se percebe historicamente nas Aldeias do Xisto deve ser lido nas entrelinhas da ocupação das aldeias, no engenho e mestria com que as suas populações conseguiram tirar o melhor partido da terra e das linhas de água, engendrando mecanismos e edifícios agrícolas, e também nas formas religiosas e sociais como mantinham uma comunidade coesa, comungando e celebrando ao ritmo do calendário agrícola.

É esse charme profundamente humano, rural e social que ainda aqui se sente.

Dos nossos parceiros

Sugestões em História e Património

Páginas